seguranca do trabalho campinas

Brasil é o 4º no ranking de locais com mais acidentes de trabalho

16 maio Brasil é o 4º no ranking de locais com mais acidentes de trabalho

Maio é o mês que conta com o dia do trabalhador, então, nada mais justo que aproveitar o momento para falar um pouco de como anda a vida deste. A má notícia é que, segundo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), o Brasil ocupa o 4º lugar em acidentes no trabalho. Segundo levantamento feito pelo Ministério do Trabalho e do Emprego, em 2013 foram 2.797 acidentes de trabalho fatais. Dados da OIT mostram ainda que 2,34 milhões de pessoas morrem anualmente por esse motivo.

Para o juiz do trabalho Fabio Soares em entrevista para o portal EBC Agência Brasil, a lei brasileira é suficientemente rigorosa para evitar acidentes, mas não é cumprida: “a legislação brasileira é super rigorosa, temos 36 normas regulamentadoras das condições de trabalho que trazem um rol exaustivo, tratam especificamente de várias atividades, como construção civil, ergonomia, luminosidade no ambiente de trabalho, as normas são muito detalhistas e detalhadas. Não é falta de norma, é falta de cumprimento e fiscalização”. Segundo ele, o principal problema é na fiscalização, prevenção e conscientização de trabalhadores.

Os números são alarmantes, é bem verdade, mas a boa notícia é que isso pode ser reduzido com algumas práticas de saúde e segurança do trabalho.

O que é um acidente de trabalho

Conforme o artigo 19 da Lei nº 8.213/91, “acidente de trabalho é o que ocorre pelo exercício do trabalho a serviço da empresa ou pelo exercício do trabalho dos segurados referidos no inciso VII do art. 11 desta lei, provocando lesão corporal ou perturbação funcional que cause a morte ou a perda ou redução, permanente ou temporária, da capacidade para o trabalho”. Ou seja, hoje, são considerados acidentes de trabalho: doenças profissionais provocadas pelo trabalho, como problemas de audição ou visão; doenças causadas pelas condições de trabalho, como problemas respiratórios por aspiração de poeira/produtos; acidentes que ocorrem na prestação de serviços ainda que fora do local de trabalho; acidentes em trânsito (trajeto casa-trabalho-casa) ou ainda acidentes quando em viagem à serviço da empresa. Como vimos, esses acidentes podem ocorrer por diversos motivos, mas alguma causas são mais comuns.

Principais causas de acidentes de trabalho no Brasil

  • não utilização ou não disponibilização para uso de EPI (equipamento de proteção individual);
  • falta de orientação quanto à utilização e/ou obrigatoriedade do uso de EPI;
  • falta de conhecimento sobre a importância da segurança do trabalho;
  • falta de orientação quanto ao manuseio e operação de equipamentos;
  • negligência ou ausência de fiscalização do ambiente de trabalho;
  • falha no cumprimento de leis trabalhistas por parte das empresas;
  • negligência com relação aos direitos dos trabalhadores;
  • maquinário velho e obsoleto ou com falta de manutenção;
  • falta de orientações quanto à prevenção de acidentes e ergonomia;

Como evitar acidentes de trabalho

Observando essas causas, vemos que, para evitar acidentes de trabalho, a melhor solução é investir na prevenção. Oferecer equipamentos e treinamentos de segurança, fazer check ups, investir em ergonomia. Todas essas atitudes são bem simples e resultam em segurança não apenas para o trabalhador mas também para a própria empresa, que mostra sua preocupação com os funcionários e sua proteção.

É também sempre bom ter em mente que,  a própria legislação atual obriga as empresas a oferecer aos seus funcionários um local de trabalho seguro e saudável, bem como é de sua responsabilidade a fiscalização quanto ao uso de equipamentos de proteção quando necessários para a atividade. Prevenindo desde sempre, garante-se uma menor incidência de casos de acidentes ou qualquer tipo de fatalidade.

Conte com a EPPSO para uma consultoria completa em segurança e medicina do trabalho para sua empresa. Entre em contato agora mesmo.

Sem comentários

Deixe seu comentário