seguranca do trabalho campinas

Audiometria Ocupacional – Prevenção e proteção contra ruídos elevados

21 nov Audiometria Ocupacional – Prevenção e proteção contra ruídos elevados

A cada dia, os trabalhadores estão expostos a diversos riscos e fatores que podem prejudicar sua saúde. Assim como o trabalho em altura ou o trabalho com inflamáveis, a exposição a barulhos em níveis elevados e constantes podem expor a riscos e prejudicar e muito, a saúde dos trabalhadores.

Essa exposição tem efeitos danosos que vão muito além apenas da perda auditiva. Desde de dores de cabeça, irritação, redução de produtividade, depressão até alterações cardiovasculares e do aparelho digestivo, problemas de ordem sexual e mudança de comportamento social.

Para evitar e prevenir esses riscos é simples. A realização, pelo menos uma vez ao ano, do exame de Audiometria Ocupacional é uma das maneiras mais efetivas. Mas o que é esse exame?

EXAME AUDIOMÉTRICO

A Audiometria Ocupacional é um exame simples e rápido, que deve ser realizado na admissão do funcionário, 6 (seis) meses após sua contratação, 1 (uma) vez ao ano, retorno ao trabalho, mudança de função e no exame demissional.

Prevista na Norma Regulamentadora nº 7, o exame audiométrico é importante para detectar qualquer alteração no nível de audição do profissional. Caso algum problema seja encontrado, é essencial que a empresa adote medidas para prevenir o agravamento do estado do funcionário.

Esses exames são realizados por um médico ou fonoaudiólogo especializado, a saber:  

Audiometria Tonal

Avalia a capacidade auditiva do paciente através de estímulos sonoros. Nesse método, o paciente, através de um aceno, comunica sempre que ouvir algum som. Esse exame tem o objetivo de identificar alguma perda auditiva, seu tipo e o grau.

– Audiometria Vocal

É um exame de rotina da prática clínica, sendo complementar a audiometria tonal quando necessário ou solicitado na prática ocupacional.

A Audiometrial Vocal determina a compreensão da linguagem (inteligibilidade) e a discriminação (capacidade de discriminar os fonemas), testando os sistemas periférico (cóclea) e central (via centro auditivos).

Neste, o médico ou fonoaudiólogo apresenta diversas falas e fonemas, que deverá ser repetido da maneira que o paciente entender.

 CUIDADOS E PRECAUÇÕES

A exposição constante a ruídos em nível elevado, como dito anteriormente, pode causar diversos problemas de saúde e até mesmo comportamentais.

Para proteger seus funcionários, é preciso conscientização por parte dos funcionários e algumas ações por parte dos empregadores.

Uma das medidas que ajudam a reduzir os ruídos é a medição periódica. Qualquer ambiente de trabalho pode ter seu nível de ruído acima do limite seguro, seja uma indústria, uma sala de escritório ou uma obra.

Detectando um alto nível de ruído, é essencial que protejam os funcionários, implementando práticas de segurança, como o controle da emissão de ruídos na fonte, estabelecendo o rodízio de rotinas e atividades, evitando que um mesmo funcionário fique exposto por muito tempo ao ruído, e incentivando e conscientizando sobre o uso de equipamentos de proteção individual (EPI) específicos, como protetores auriculares (EPA).

Além dessas medidas, o exame periódico, de acordo com o que a lei estabelece, é essencial para preservar a audição e a saúde do funcionário.

Outra medida importante de prevenção utilizando os exames de  Audiometria Ocupacional é o PCA. O Programa de Conservação Auditiva (PCA) é um conjunto de atividades que visam prevenir ou estabilizar as perdas auditivas ocupacionais por meio de um processo dinâmico, com oportunidades de melhoria contínua, o qual desenvolve atividades planejadas e coordenadas entre diversas áreas envolvidas na organização.

A EPSSO realiza todos os serviços de prevenção e controle do Ruído em sua empresa. Entre em contato conosco para que possamos tirar todas as suas dúvidas com relação a Audiometria Ocupacional.

Sem comentários

Deixe seu comentário