seguranca do trabalho campinas

STRESS DE FINAL DE ANO – por Ariane Vicinança Fornasin

23 dez STRESS DE FINAL DE ANO – por Ariane Vicinança Fornasin

Chegou o final do ano, e com ele as festividades: Natal, Réveillon, confraternizações. E com isso, enfrentar shoppings e supermercados lotados, pessoas apressadas, trânsito, inúmeros convites para festas e muita, muita comida. Todos estão felizes, comemorando, postando fotos, mas você não se sente assim…
Você é daquelas pessoas que se estressam nessa época, ou que sente uma certa melancolia nessas ocasiões… lembre-se: você não está sozinho! Existe um movimento que se chama “complexo do período perfeito”. Entenda como isso acontece e não se deixe contaminar!
Na cultura brasileira, o Natal é considerado uma festa familiar, de união, de religiosidade. Devido a isso, criamos a expectativa da família da “propaganda de margarina”, pensando que esse evento tem que ser perfeito, e nem sempre sai como o esperado, além de muitas vezes trazer lembranças tristes, causando frustrações. As pessoas que por algum motivo não passam o Natal com a família também acabam se sentindo excluído desse “espírito natalino verdadeiro”.
Outra característica desse período que pode causar stress é o fato de estar sendo considerado muito comercial. Em época de crise, comprar presentes para todas as pessoas queridas passa a ser um desafio e nem sempre essa conta fecha. E muitas pessoas encaram o presente como uma forma de demonstrar o quanto se importa com o outro.
O mais importante no Natal é a solidariedade, o olhar para o outro, estar com quem se gosta. Participe de festividades que você realmente queira, e desfrute da companhia de familiares e/ou amigos. Fundamental também é manter a calma, entenda que alguns problemas podem acontecer, mas não deixe estragar os momentos felizes que essa época pode proporcionar.
Não se sinta obrigado a estar feliz todo tempo nessa época. A obrigação gera raiva e angústia. Todos nós tivemos momentos e situações ruins ao longo do ano, e isso pode trazer uma boa reflexão sobre os próximos passos para o próximo ano, para poder lidar de forma diferente. A passagem do ano é um recomeço, acredite!
Porém, se perceber que essa tristeza está alterando seu funcionamento, e você tem deixado de fazer coisas ou estar com pessoas, busque ajuda!

 

Ariane Vicinança Fornasin – Sócia da A. VICINANÇA – Consultoria em Stress

Sem comentários

Deixe seu comentário